KPI’S: O que é, como escolher e exemplos práticos

KPI’S: O que é, como escolher e exemplos
Você sabe o que são os chamados "KPI's" e qual a importância deles? Quer conhecer exemplos práticos sobre isso? Venha ler este artigo!

O que são KPI’s?

KPI vem do termo em inglês “Key Performance Indicator” e pode ser traduzido como Indicador-chave de Performance. Esse conjunto de termos pode ser usado para medir se uma estratégia ou ação está realmente sendo efetiva. Além disso, a quantidade atual de métricas que podem ser usadas é muito grande e depende sempre do tipo de ação que você está realizando. 

KPI’S: O que é, como escolher e exemplos práticos

Você pode estar se perguntando agora: Qual a diferença entre KPI’s e métricas? A principal diferença é que nem todas as métricas são KPI’s, porque nem todas as métricas que uma empresa analisa são realmente importantes e relevantes para a ela, às vezes é apenas algo que pode ser medido. 

Entretanto, a partir do momento em que uma métrica vira um ponto estratégico relevante para sua marca, ela se torna uma KPI. Por esse motivo, é muito importante escolher os indicadores-chave que mais irão ajudar sua empresa e que mais se encaixam nas estratégias pensadas. 

Como escolher um KPI?

A escolha de um indicador-chave deve levar em conta diversos fatores relacionados à sua empresa e aos seus objetivos. O primeiro ponto a ser observado é entender se a métrica que você busca utilizar é mensurável, se ela pode ser facilmente observada e coletada ou não. 

KPI’S: O que é, como escolher e exemplos práticos

O segundo ponto a se levar em consideração é a importância daquele KPI para sua empresa. A sua escolha de indicador-chave deve ser relevante para a sua marca e ser condizente com o seu objetivo.

Por exemplo, se você deseja aumentar o seu número de vendas, existem diversos indicadores que necessitarão de atenção, como a quantidade de visitas em seu site. Por outro lado, alguns outros não serão importantes, portanto não faz sentido gastar seu tempo com análises minuciosas deles.  

Além disso, a sua escolha de KPI deve te ajudar a tomar decisões inteligentes e agregar aos planos estratégicos da sua equipe, por esse motivo ela deve ser medida com periodicidade. 

Agora que esclarecemos as formas de escolher uma KPI, vamos entender quais são os possíveis indicadores de performance existentes.

Categorias e tipos de Indicadores de Desempenho

Existem diversas opções de indicadores e é o dever da empresa encontrar o KPI que mais faz sentido para seus objetivos e metas, mas é importante conhecer as principais categorias existentes. São elas:

  • Indicadores Estratégicos 
  • Indicadores Operacionais 
  • Indicadores Táticos

Além disso, existem muitas outras subcategorias de KPI’s, mas elas podem variar dependendo do segmento no qual a empresa está inserida.

Certo. Mas dentre esses tipos de indicadores principais, quais KPI’s existem? Para entender essa parte, por causa da grande quantidade existente, é mais fácil separar os tipos existentes de indicadores em suas próprias categorias. Vamos ver cada uma delas.

KPI’s primários

Esses indicadores-chaves são os principais para o seu objetivo, e normalmente são o que os “chefes” gostam de ver. Em outras palavras, esses tipos de KPI mostram que você está ajudando a empresa a ganhar dinheiro e prosperar. 

  • Leads e custo de aquisição por Lead
  • Tráfego
  • Taxa de conversão
  • Receita total e receita por compra

KPI’s secundários

Já os indicadores-chave secundários servem para dar uma ideia a respeito do caminho que está sendo traçado, de forma que se eles geram bons resultados podemos concluir que a empresa está andando na direção certa.

É importante manter em mente que os KPI secundários devem justificar os primários, e devem mostrar como e por que aqueles resultados estão sendo obtidos. 

São os KPI’s secundários:

  • Quantidade de:
    • Assinantes do blog/newsletter
    • Visitas recorrentes no blog/site
  • Custo por visitante
  • Curso por lead 
  • Origem do tráfego (orgânico/ pago, redes sociais, e-mail, etc.)

KPI’s práticos

Por fim, os KPI’s práticos fazem parte de uma lista um pouco mais longa e envolvem métricas que devem ser acompanhadas com maior frequência. Embora não sejam as “principais”, elas devem ser monitoradas da mesma forma, pois influenciam diretamente em outras métricas. 

Alguns exemplos de KPI’s práticos são: 

  • Quantidade de visualizações nas páginas
  • Palavras-chaves mais importantes
  • Tráfego e visitantes
  • Interações sociais
  • Taxa de rejeição

E muitas outras!

Exemplos 

Agora que já conhecemos as principais características dos KPI’s, vamos conhecer alguns exemplos existentes.

Geração de Leads

Vamos supor que você deseja escolher KPI’s para monitorar e ajudar na estruturação de estratégias para geração de leads. Quais métricas você deve escolher? Leads? Sim! Mas não somente. Ao pensar nisso, você não deve pensar apenas nas KPI’s primárias, mas também nas secundárias e práticas. 

Nesse contexto, você pode pensar no que influencia diretamente sua geração de leads. Como por exemplo, se você busca gerar leads através do seu site uma boa métrica seria a quantidade de visitas.

Além disso, podemos observar também as palavras chaves orgânicas e pagas que levam o usuário para o site! Existem diversos outros KPI’s que sua empresa deve observar ao olhar para um KPI primário, mas isso depende das métricas disponíveis e dos resultados esperados.

Receita da empresa

Você pode também pode escolher KPI’S para acompanhar a receita da sua marca ou empresa. Assim como no exemplo acima, é necessário pensar corretamente nos indicadores que se relacionam com esse propósito.

KPI’S: O que é, como escolher e exemplos práticos

Podemos pensar por exemplo em monitorar o boucing rate das páginas do site para descobrir quais possuem uma taxa maior de desistência. A partir disso, podemos pensar em quais problemas aquelas páginas podem estar apresentando para que o usuário saia tão frequentemente dela. 

Além disso, podemos acompanhar a quantidade de leads e novos clientes que estão sendo captados e analisar as estratégias utilizadas para isso, adaptando-a de acordo com os dados.

Índice, meta e tolerância dos KPI

Ao utilizar KPI’s para fortalecer as estratégias da sua empresa é importante também entender três termos principais que podem ser usados durante as análises: Índice, meta e tolerância. Vamos entender o que cada um significa individualmente.

Índice

Os índices são os números que representam os resultados atingidos por um indicador-chave. Em resumo, esses números serão responsáveis por mostrar o quanto alguma estratégia foi efetiva e o quanto os investimentos feitos estão valendo a pena.

Meta

Esse valor diz respeito a meta estabelecida pela equipe. De forma simples, é necessário ter em mente quais os resultados que buscam ser atingidos e checar constantemente se os resultados estão progredindo em direção a ele.

Tolerância

Por fim, esse termo pode entrar em uso quando a meta não é atingida. A tolerância deve dizer respeito a um resultado aceitável caso a meta esperada não seja atingida. Esse resultado pode servir para decidir se vale a pena investir em uma determinada estratégia, mesmo que ela não tenha dado resultados 100% efetivos.

Achou interessante aprender um pouco mais sobre o assunto? Para te ajudar a crescer analisando os KPI’s certos de marketing, conte com uma agência que também tenha visão de dados, negócios e consultoria, como a ANFI, que é focadaa no crescimento de marcas para o âmbito digital!

Pensando nisso, que tal contratar a gente para ajudar sua marca? Somos experientes na área de Marketing Digital e planejamento de mídia. Para isso, fale com o consultor comercial agora mesmo

×

Olá!

Clique em um dos nossos atendentes para conversar com a equipe

×